Estimativa do impacto econômico da assistência ao Câncer de Colo Uterino avançado em hospital público de referência
Full Text (PDF)

Keywords

Câncer de Colo Uterino
impacto econômico

How to Cite

Piccoli, S. ., Brollo, J. ., Freitas , G. R. M. de ., Grochot, R. M. ., & Costa, E. T. da . (2022). Estimativa do impacto econômico da assistência ao Câncer de Colo Uterino avançado em hospital público de referência: Estimation of the economic impact of advanced Cervical Cancer care in a public referral hospital. Europub Journal of Health Research, 3(2), 271–284. https://doi.org/10.54747/ejhrv3n2-017

Abstract

INTRODUÇÃO: Apesar de o câncer de cervical ser uma neoplasia potencialmente evitável e curável, apresenta-se com elevada incidência e mortalidade, principalmente em países em desenvolvimento onde representa o segundo tipo de câncer mais incidente e a terceira principal causa de morte por câncer entre as mulheres. OBJETIVOS: O objetivo deste trabalho é estimar os custos diretos de assistência desta neoplasia para o SUS em um hospital público de referência em oncologia no Sul do Brasil. MÉTODOS: Foi identificada pelo CID C53.9 uma coorte retrospectiva de pacientes portadoras de câncer cervical diagnosticadas e tratadas no Hospital Geral de Caxias do Sul no período de janeiro de 2012 a dezembro de 2016. A estimativa de custos foi realizada a partir do levantamento do custo individual de cada paciente para o SUS. Os procedimentos foram identificados e quantificados, por paciente, sendo atribuídos valores monetários, consolidados por fase de assistência pré-definida pelos pesquisadores.  As análises tiveram caráter descritivo com custos em reais (R$). RESULTADOS:  Foram avaliadas 130 pacientes portadoras de câncer de colo uterino tratadas na Instituição no período referido. A população de pacientes apresentou-se com uma mediana de idade de 45 anos, sendo o subtipo histológico escamoso o mais prevalente identificado em 84,6% das pacientes. De acordo com estadiamento clínico, 0,7% apresentavam EC IA; 7,7 % EC IB; 3,8% EC IIA; 30% EC IIB; 10% EC IIIA; 24,6% EC IIIB; 18,4% EC IVA e 4,6% EC IVB, respectivamente.  24,6% das pacientes foram submetidas à cirurgia como tratamento primário e 75,4% recebeu quimiorradiação como tratamento definitivo. Em termos globais, a coorte representou um custo de R$ 1.383.031,00; sendo que deste valor total 50,9% foram atribuídos à atenção ambulatorial, 11,3% a internação hospitalar, 15,2% procedimentos cirúrgicos e 13,2% exames de imagem. Na atenção ambulatorial, predominaram os custos com quimioterapia (58,3%) e radioterapia (41,7%). Foi avaliado também o custo estimado de acordo com o estadiamento clínico, sendo o custo em reais para o EC IA 6.780,00; EC IB 107.447,00; EC IIA 28.726,00; EC IIB 427.719,00; EC IIIA 157.828,00; EC IIIB 324.705,00; EC IVA 264.915,00 e ECIVB 64.911,00; respectivamente. CONCLUSÃO: Este estudo fornece dados relevantes sobre o custo das pacientes com câncer cervical assistidas em um hospital público de referência e sugere elementos sobre a magnitude deste problema em âmbito de saúde pública, onde devemos priorizar a prevenção primária e secundária desta neoplasia.

https://doi.org/10.54747/ejhrv3n2-017
Full Text (PDF)