Viabilidade financeira, benefícios ambientais e energéticos com o tratamento térmico dos resíduos sólidos gerados nos municípios operados pela SABESP na RMSP
Full text (PDF)

Keywords

resíduos sólidos urbanos
tratamento térmico
geração de energia

How to Cite

Cabral, R. C. . (2022). Viabilidade financeira, benefícios ambientais e energéticos com o tratamento térmico dos resíduos sólidos gerados nos municípios operados pela SABESP na RMSP: Financial feasibility, environmental and energy benefits from the thermal treatment of solid waste generated in municipalities operated by SABESP in RMSP. Europub Journal of Exact and Engineering Research, 3(1), 54–91. https://doi.org/10.54749/ejeerv3n1-001

Abstract

Uma das vertentes do saneamento básico brasileiro é a destinação final dos resíduos sólidos que apresenta um grande desafio, pois o país é o terceiro maior produtor de resíduos no mundo e ainda 40,5% destes são destinados de forma incorreta no meio ambiente. Para evitar a poluição ambiental, a técnica correta de destinação atualmente disponível são os aterros sanitários que estão alcançando o limite da capacidade para recebimento de resíduos. Diante destas problemáticas, desde 2010 foi criada a Politica Nacional de Resíduos Sólidos a qual prevê a erradicação de lixões e aterros controlados, propõe como alternativas a disposição em aterro sanitário e destinações finais para recuperação e aproveitamento energético dos resíduos devendo obedecer a normas operacionais específicas para evitar danos ou riscos à segurança, saúde pública e minimizar impactos ambientais adversos. Uma forma para o aproveitamento energético proposto é o processo de tratamento térmico que reduz massa e volume dos resíduos possibilitando gerar energia durante sua combustão. Este trabalho apresenta a viabilidade técnica e financeira baseada nas estimas da geração de energia elétrica e a redução de emissão de poluentes provida da combustão dos resíduos sólidos urbanos produzidos nos municípios os quais as outras duas vertentes do saneamento básico, agua e esgoto, são operados pela diretoria metropolitana da companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (SABESP).

https://doi.org/10.54749/ejeerv3n1-001
Full text (PDF)